JP Borrachas e Parafusos
5 de dezembro de 2019
05/12/2019
Uniforme e distintivo da Polícia  Civil do Rio Grande do Norte, além de balaclavas, celulares e documentos falso, foram apreendidos Josenildo Vieira Júnior, no Recife — Foto: Polícia Civil/ Divulgação
Uniforme e distintivo da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, além de balaclavas, celulares e documentos falso, foram apreendidos Josenildo Vieira Júnior, no Recife — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Um foragido do sistema penitenciário do Rio Grande do Norte foi preso no Recife, com um uniforme e um distintivo da Polícia Civil daquele estado. Segundo a Polícia Civil de Pernambuco, Josenildo Vieira da Silva Júnior, de 34 anos, é suspeito de integrar um grupo de extermínio e de ter participação em ao menos 50 assassinatos, além de roubos e sequestros.

A prisão de Josenildo, conhecido como Júnior, ocorreu no bairro do Jordão, na Zona Sul do Recife. Considerado um dos alvos prioritários da polícia do Rio Grande do Norte, ele escapou de um presídio de Natal (RN), segundo a polícia pernambucana.

Em entrevista coletiva concedida na sede da Polícia Civil, na área central da cidade, nesta quarta-feira (4), a corporação detalhou a captura, ocorrida no dia 23 de novembro. Ela foi realizada em cumprimento a um mandado expedido pela Justiça do Rio Grande do Norte em uma investigação de roubo.

O delegado Alessandro Orico informou que Josenildo começou a ser investigado em Pernambuco a partir da denúncia de que havia um foragido do sistema penitenciário potiguar escondido no bairro do Jordão. As equipes localizaram o homem e fizeram buscas na casa onde ele estava.

Na residência, os policiais encontraram, além do fardamento e do distintivo da polícia, cinco toucas do tipo balaclava, cinco celulares e documentos pessoais falsos, como carteiras de identidade e habilitação.

A partir do levantamento do histórico e Josenildo, o delegado ressaltou a lista de crimes nos quais ele tem envolvimento.

“Ele responde a diversos processos por homicídio e tentativa de homicídio, roubo e sequestro mediante extorsão. Segundo informações, faz parte de um grupo de extermínio e agiu diretamente em homicídios de aproximadamente 50 pessoas”, declarou o delegado.

Ainda de acordo com o policial, Josenildo relatou os crimes, mas não repassou as informações de forma oficial. “Ele não fez isso de forma documentada”, comentou Orico.

Para o delegado, o foragido estaria envolvido em crimes em Pernambuco. “Com essas características dele, acredito que estaria cometendo crimes aqui. Estamos fazendo investigações para conseguir mais informações sobre esses novos crimes”, afirmou.

Umas dessas investigações seria o de um sequestro de um gerente de banco ocorrido em Gravatá, no Agreste pernambucano. “Essa é uma questão a ser investigada pela delegacia especializada”, disse.

Segundo a polícia, Josenildo seguiu para um presídio, que não pode ser informado “por questões de segurança”. *G1 RN

JChaves
05/12/2019

O Rio Grande do Norte vai fechar o ano com o maior volume de exportações da última década. As vendas registradas até novembro deste ano ultrapassaram os 349 milhões de dólares (US$), de acordo com informações do Ministério da Economia, e são 35% maiores do que todo o registro de 2009, quando o ano encerrou com 256 milhões de dólares em vendas ao exterior.

Para este ano, o principal motivador para a alta das exportações é a fruticultura. A venda de melão representa 27% da pauta de exportações potiguar. Até novembro, o valor comercializado superou os US$ 93 milhões. Os principais compradores são os Estados Unidos, Espanha e Reino Unido.

Outro fenômeno responsável pelo momento positivo são as constantes altas do dólar. De janeiro até novembro, a moeda americana subiu 9,43% frente ao Real, o que aumentou a competitividade dos produtos do país lá fora. Até o fechamento desta edição, o dólar estava cotado em R$ 4,19.

Leia a matéria na íntegra AQUI no Agora RN.

05/12/2019

A comissão do Congresso responsável pelo Orçamento aprovou nesta quarta-feira (4) relatório preliminar que aumenta para R$ 3,8 bilhões o fundo eleitoral em 2020. Para inflar os recursos das campanhas municipais, o Congresso prevê cortes em saúde, educação e infraestrutura.

O governo Jair Bolsonaro desejava destinar R$ 2 bilhões para custear as disputas locais. Porém, presidentes e líderes de partidos que representam a maioria dos deputados e senadores articularam a elevação do valor do fundo em R$ 1,8 bilhão.

O novo montante irá ainda à votação do relatório final na Comissão Mista do Orçamento. Depois, o plenário do Congresso analisará a proposta em sessão prevista para o dia 17 de dezembro. *Folhapress

05/12/2019
FOTO: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, comemorou na noite de ontem (4), em sua conta pessoal no Twitter, a aprovação do projeto de lei do pacote anticrime na Câmara dos Deputados. O texto segue agora para o Senado.

No Twitter, Moro escreveu que houve “avanços importantes” e deu “congratulações aos deputados”, citando que o projeto unifica o texto enviado pelo governo federal com as propostas do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Entretanto, para o ministro, “há necessidade de algumas mudanças no texto”. “Continuaremos dialogando com CN, para aprimorar o PL”.

O ministro destacou, entre os pontos do projeto aprovado na Câmara, a “proibição de progressão de regime ao membro de crime organizado, execução imediata dos veredictos do Júri, agente policial disfarçado, regras mais duras de cumprimento de penas para condenados por crimes hediondos com resultado morte”.

*Agência Brasil
JChaves
05/12/2019

Por 408 votos a favor, 9 contra e 2 abstenções, aprovou o texto principal do pacote anticrime sem os principais pontos defendidos pelo ministro Sérgio Moro como: prisão em segunda instância, excludente de ilicitude, fim da audiência de custódia e prisão imediata para condenados por crimes de homicídio doloso.

Veja como votaram os deputados do RN:

Benes Leocádio – SIM
Beto Rosado – Ausente
Fábio Faria – Ausente
General Girão – Ausente
João Maia – Ausente
Natália Bonavides – NÃO
Rafael Motta – SIM
Walter Alves – SIM

05/12/2019
FOTO: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL RN

Policiais Civis da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) de Mossoró, localizada na região Oeste potiguar, incineraram mais de 80 quilos de drogas que foram apreendidas na cidade de Mossoró e região na tarde desta quarta-feira (4). Na ocasião, também estiveram presentes representantes do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), Ministério Público e da Vigilância Sanitária. Segundo dados da Polícia Civil, com a ação de hoje, chega-se a 565 kg de drogas incineradas em 2019, até o momento.

A ação resultou na destruição de entorpecentes apreendidos em 166 processos de inquéritos e Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs), instaurados em quatro delegacias (Denarc, Delegacia Regional e da Divisão de Polícia do Oeste – Divipoe, Delegacia Especializada em Atendimento a Adolescente Infrator – DEA e Delegacia Municipal de Assú). Todo o material entorpecente foi incinerado em uma fábrica de beneficiamento de castanha, localizada às margens da BR 304. *Portal no Ar

Supermercado Queiroz
05/12/2019
Agentes penitenciários do RN acamparam em frente à Governadoria — Foto: Divulgação
Agentes penitenciários do RN acamparam em frente à Governadoria — Foto: Divulgação

As visitas a presidiários de todas as unidades prisionais do Rio Grande do Norte estão suspensas, por causa do protesto dos agentes penitenciários que teve início nesta quarta-feira (2). A categoria passou a realizar apenas serviços essenciais nos presídios, como fornecimento de alimentação, urgências médicas, cumprimento de alvará e prerrogativas advocatícias.

Além disso, os agentes também iniciaram um acampamento na frente do prédio da Governadoria, no Centro Administrativo, na Zona Sul de Natal. A ação é denominada Operação Segurança Acima de Tudo.

Não há prazo para o fim da mobilização. Os agentes querem ser recebidos por representantes do Poder Executivo, para falar sobre o seu pleito.

Os agentes penitenciários cobram o envio à Assembleia Legislativa da reforma estatutária construída na Comissão de Negociação, elaborada pelo governo. Essa reforma propõe uma equivalência salarial com outras forças da segurança, conforme já foi feito com a Polícia Militar e Polícia Civil. *G1 RN

Oticas carol Pau dos Ferros
05/12/2019
ACIDENTE NA AVENIDA BERNARDO VIEIRA EM NATAL. FOTO: REPRODUÇÃO/STTU

O Seguro Obrigatório DPVAT indenizou, de janeiro a outubro deste ano, 2.319 pessoas que circulavam a pé no momento em que foram envolvidas em algum acidente automobilístico no Rio Grande do Norte e ficaram com invalidez permanente. Em todo o Brasil foram mais de 68 mil pessoas indenizadas nestas circunstâncias, representando 77% do total de pagamentos destinados a vítimas pedestres.

“As pessoas que circulam a pé são o segundo tipo de vítima mais atingida por sequelas permanentes após um acidente de trânsito. Esta realidade alerta para a importância da utilização da faixa de pedestre e atenção ao semáforo. Mas, além disso, os condutores de veículos também têm atuação na prevenção destas ocorrências. É essencial que respeitem o limite de velocidade das vias, não estacionem em cima da faixa, nem avancem os sinais. A segurança no trânsito é um dever de todos nós”, explica Arthur Froes, superintendente de Operações da Seguradora Líder.

As motocicletas foram responsáveis pela maioria dos acidentes com sequelas definitivas envolvendo pedestres, somando mais de 48 mil pagamentos. Na sequência, estão os automóveis (16.123); caminhões e pick-ups (2.739); ônibus, micro-ônibus e vans (1.423); e ciclomotores (313). “A indenização do seguro obrigatório representa uma reparação social para todas as vítimas de acidentes de trânsito, inclusive para quem não possui um veículo”, complementa o superintendente.

Fonte: Seguradora Líder

As estatísticas do Seguro DPVAT ainda mostram que os jovens são os mais atingidos. Do total de sinistros pagos para pedestres vítimas de invalidez permanente em função de acidente de trânsito, 28.286 foram para pessoas com idade entre 18 e 34 anos, que formam população economicamente ativa. A segunda faixa etária mais afetada é de 45 a 64 anos, concentrando mais de 17 mil pagamentos.

A análise por estado indica que São Paulo lidera o ranking de indenizações pagas para pedestres com invalidez. De janeiro a outubro, foram 6.141 pagamentos na região. Minas Gerais (5.811), Goiás (5.515), Mato Grosso (5.090) e Ceará (4.915) completam, respectivamente, a lista dos cinco primeiros colocados. O Rio Grande do Norte aparece em 13º lugar em indenizações pagas a pedestres por invalidez permanente no país. *Portal no Ar

05/12/2019
PRESIDENTE JAIR BOLSONARO. FOTO: WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL

O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta quarta-feira (4), a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de regulamentar o registro e a venda de produtos à base de cannabis (maconha) em farmácias brasileiras. “Resultado garantirá melhor acesso dos pacientes ao tratamento, mesmo com a não aprovação do cultivo”, escreveu no Twitter.

A norma entrará em vigor em 90 dias e, segundo a agência, deve atender milhões de pacientes. A diretoria da Anvisa decidiu, contudo, vetar o plantio da erva em território nacional para fins científicos e medicinais – o que foi lembrado por Bolsonaro na postagem.

“Anvisa aprovou a autorização de registro de medicamentos à base de cannabis. O cultivo para fins medicinais foi arquivado após 2 diretores seguirem o voto do diretor Antonio Barra. Resultado garantirá melhor acesso dos pacientes ao tratamento, mesmo com a não aprovação do cultivo.”

O único voto favorável ao plantio foi o do presidente da agência, William Dib. Três diretores votaram contra o cultivo. A proposta enfrentava resistência dentro do governo Bolsonaro – o ministro da Cidadania, Osmar Terra, chegou a se manifestar contra a ideia.

Dessa forma, as empresas que se instalarem no Brasil para produzir medicamentos à base de cannabis precisarão importar os insumos para fabricar seus produtos. Essas empresas também poderão importar os produtos prontos, já com as bulas traduzidas para o português.

Na terça-feira, Dib disse acreditar que, no futuro, o debate do plantio poderá voltar à agenda da Anvisa ou do Congresso Nacional. A Anvisa estima que até 13 milhões de pacientes serão beneficiados com a aprovação da regulamentação do registro e da venda desses medicamentos.

Só um medicamento deste tipo está registrado no Brasil: o Mevatyl, de preço superior a R$ 2 mil e indicado apenas para espasticidade moderada a grave relacionada à esclerose múltipla. Hoje, a maioria dos pacientes com prescrição médica de produto à base de cannabis tem de importar os medicamentos. A expectativa é que mais produtos cheguem às prateleiras em 2020.

Também na terça-feira (3), a empresa Schoenmaker Humako Agri-Floricultura, que pertence ao grupo Terra Viva, conseguiu autorização por meio de decisão liminar da Justiça para importar e plantar sementes de cânhamo, ou “Hemp”, uma variação industrial da planta da maconha. A decisão afirma que só poderá ser utilizada semente com concentração de THC inferior a 0,3%, sem efeito psicotrópico.

JChaves
04/12/2019
MOSQUITO AEDES AEGYPTI, TRANSMISSOR DE ARBOVIROSES. FOTO: AGÊNCIA BRASIL/ARQUIVO

O novo Boletim Epidemiológico, divulgado nesta terça-feira (3) pela Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte, reforça o que ocorreu durante o ano de 2019. Até o dia 9 de novembro passado, os casos de dengue confirmados sofreram uma redução de 20%, enquanto os de Chikungunya aumentaram em 364%, comparando ao mesmo período de 2018.

Foram notificados 37.660 casos suspeitos de dengue, sendo confirmados 9.736 casos, o que representa uma incidência de 1.082.49 casos por 100.000 habitantes. Em 2018, considerando o mesmo período, foram 28.734 casos notificados e 12.176 confirmados, gerando uma incidência de 825,92 casos por 100.000 habitantes.

Quanto à Chikungunya, foram notificados no estado 14.755 casos suspeitos. Em 2018, na mesma data eram  3.428 suspeitas e 1.240 confirmações. As confirmações em 2019 subiram para 5.753, representando uma incidência de 424,11 casos por 100.000 habitantes, enquanto no ano passado a incidência ficou em 98,53 casos por 100.000 habitantes.

A Sesap orienta a realização das ações de prevenção e educação em saúde executadas pelos municípios, bem como orienta e supervisiona o trabalho realizado pelos agentes de endemias para controle do vetor, o mosquito Aedes aegypti. Além disso, são realizadas as operações de aplicação do inseticida por meio dos carros fumacê, que devem ocorrer apenas quando houver necessidade do controle de surtos e epidemias por arboviroses.

A subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap, Alessandra Lucchesi, destaca que municípios e a população têm um papel essencial na prevenção dessas doenças. “É necessário que todos tomem as medidas de prevenção à proliferação do mosquito: receber o agente de combate às endemias em suas residências, eliminar água de vasos de flores, tampar tonéis e tanques, não deixar água acumulada, lavar semanalmente depósitos de água, manter caixas de água e tanques devidamente fechados e colocar o lixo em sacos plásticos, mantendo a lixeira fechada, entre outras”. *Portal no Ar

04/12/2019

Um detento do sistema semiaberto foi encontrado morto nesta terça-feira(03) em uma estrada carroçável do Sítio Batalhão, na zona rural de Rafael Fernandes/RN. Ao lado do corpo, estava a moto que o mesmo conduzia.

O corpo foi encontrado por volta das 18h e ainda não há informações de como ocorreu o homicídio. A vítima foi identificada como Antônio Carlos Nobre da Costa, conhecido como Tonhão, que foi beneficiado com progressão de regime há poucos dias e usava tornozeleira eletrônica.

Uma equipe do ITEP-RN foi acionada para o local para exames periciais. O caso deve ser investigado pela Delegacia de Polícia civil de Pau dos Ferros/RN. *Nosso Paraná

JChaves
04/12/2019

Pedro Victor, 16 anos, morreu e seu amigo Ivan Marcos de 15 anos ficou gravemente ferido em um acidente de trânsito, ocorrido na noite desta segunda-feira (02/12), na RN – 177, próximo ao cemitério novo, no trecho que liga a cidade de Encanto, sentido Doutor Severiano.

De acordo com as informações, os dois jovens estavam em uma motocicleta trafegando pela rodovia sentido a cidade de Doutor Severiano, vindo a perderem o controle da mesma saindo da pista de rolamento.

O jovem que ficou ferido foi socorrido e levado para o hospital de Pau dos Ferros(HCCA) e em seguida encaminhado pelo serviço de atendimento móvel de urgência (SAMU), para hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), em Mossoró. *Foco Pé na Cova

JChaves
04/12/2019

Um homem foi encontrado morto na tarde de domingo (01), dentro de uma rede na zona rural de Portalegre/RN. De acordo com informações, o corpo da pessoa conhecida como Geraldo, apresentava marca de tiros. 

Segundo informações de moradores da região, ele morava sozinho em uma casa simples. A polícia não tem pistas dos responsáveis pelo crime. A equipe de Plantão do Instituto Técnico e Cientifico de Polícia, realizou os procedimentos no local e removeu o corpo para sede do órgão. *Nosso Paraná

04/12/2019
PRÉDIO DA CASA DO ESTUDANTE DO RN É UM DOS IMÓVEIS ANALISADOS NO PROJJETO. FOTO: DIVULGAÇÃO/ASSECOM/SEAD

O Governo do Rio Grande do Norte está discutindo a destinação dos imóveis do estado. Os estudos são para vender, fazer uso social ou realizar a cessão onerosa desses bens a partir do segundo semestre de 2020. Para dar uma melhor destinação do patrimônio, estimado em cerca de três mil unidades, o Conselho de Gerenciamento de Patrimônio (CGP) está realizando o levantamento e a avaliação patrimonial, através de consultoria especializada, com o apoio da equipe técnica da Subcoordenadoria de Patrimônio (Supat) da Secretaria de Estado da Administração (Sead).

“Com o resultado desse trabalho, o Governo vai saber o que tem, a localização, a situação e o valor de mercado de seu patrimônio imobiliário, o que vai ajudar a planejar as decisões futuras, como a venda de imóveis, uso de terrenos para programas imobiliários e ainda otimizar os imóveis que estão em desuso, permitindo que possam ser usados por alguma repartição que ainda ocupa imóvel alugado”, afirmou Marcus Vinícius, subcoordenador da Supat.

Em paralelo ao levantamento, a Subcoordenadoria está fazendo a base cartográfica dos imóveis do Estado para mapeá-los, podendo assim acessar, de forma rápida, informações como localização, área, valor e situação de qualquer imóvel estadual em todo o território potiguar.

Entre as propostas de destinação dos imóveis destacam-se o uso exclusivo pela Administração Pública Estadual e o compartilhado com a iniciativa privada, por meio de cessão onerosa. Na modalidade de uso misto, o Estado poderá dividir parte do uso do imóvel com a iniciativa privada, mediante processo de licitação com outorga onerosa em favor do Estado. Já no modelo totalmente privado, também com licitação e outorga onerosa em favor do Executivo, o uso seria exclusivo pela iniciativa privada.

“Previamente, vamos fazer um levantamento sobre quais secretarias e órgãos do Governo funcionam ou mantêm unidades funcionando em imóveis alugados, para avaliarmos a possibilidade do imóvel alugado ser substituído por um prédio próprio. Também discutiremos a proposta com os órgãos detentores de imóveis para, conjuntamente, analisarmos as possibilidades de otimização de uso e destinação desses bens, primando pelo diálogo, transparência e a legalidade”, reforçou a titular da secretária da Administração (Sead), Virgínia Ferreira.

Como exemplo, a secretária citou o imóvel que abrigava a Casa do Estudante de Natal. Ele estava sob intervenção e, por decisão judicial, foi incorporado ao patrimônio do Estado. Finalizado o processo de incorporação, o CGP deliberou pela cessão do imóvel para a Secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (SEMJIDH), que deverá instalar sua sede no local. Além da SEMJIDH, o prédio ainda poderá abrigar outras unidades estaduais. *Agora RN

JChaves
04/12/2019

Já pensou comprar um óculos de grau completo e ganhar uma armação de presente? É isso mesmo que você leu! Dobradinha de Natal na maior e melhor rede de óticas do Brasil! ??

Compre um óculos completo nas Óticas Carol e ganhe outra armação em modelos selecionados pela loja. Ta esperando o que? Chegou a hora de renovar seus óculos e começar 2020 de óculos novo. ??

E tem mais, as Óticas Carol contratou com exclusividade o Ônibus da Visão do renomado oftalmologista Dr. José Vicente, uma das clínicas moveis mais sofisticadas do Nordeste.

Comprando seus óculos de grau completo nas Óticas Carol o exame é totalmente gratis!  ??Faça uma visita na loja localizada na Praça da Matriz, nº 170, no Plaza Shopping, em Pau dos Ferros/RN, e confira as novidades!

Telefone: 3351-4712/ 99998-2379. Instagram: @oticascarolpaudosferros

04/12/2019

O senador Styvenson Va (Podemos-RN) criticou o que classificou como persistên- cia da indústria da seca no Rio Grande do Norte. Ele destacou que o uso de caminhões-pipa para abastecer municípios não resolve o problema e é apenas um paliativo, servindo para manter as pessoas dependentes do que elas mais necessitam.
Decreto autoriza proteção para pessoas que denunciam corrupção.

“É muita gente explorando a miséria, a falta de acesso à água potável e, por isso, não tem o mínimo interesse em resolver definitivamente o problema que é histórico”, afirmou o senador.

Styvenson anunciou que vai destinar R$ 1 milhão em emenda orçamentária ao Rio Grande do Norte para a perfuração de poços, uma solução muito mais barata para a falta d’água. Para ele, assim, o dinheiro será usado de forma mais racional e econômica, cavando e mantendo poços artesianos. O parlamentar denunciou, no entanto, ter tomado conhecimento de que há prefeitos que não querem receber essas obras, por não desejarem arcar com os custos de manutenção ou porque querem sempre ser os “pais das soluções” para os problemas. *Agora RN

Supermercado Queiroz
04/12/2019
LENÇÓIS MARANHENSES, JERICOACOARA E PARQUE DO IGUAÇU. FOTOS: GOVERNO DO MARANHÃO/GOVERNO DO CEARÁ/ AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DO PARANÁ

Um decreto do presidente Jair Bolsonaro publicado nesta terça-feira (3), no Diário Oficial da União (DOU), libera a privatização de três unidades de conservação federal. Foram incluídos no Programa Nacional de Desestatização (PND) o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, no Maranhão; o Parque Nacional de Jericoacoara, no Ceará; e o Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná.

O repasse dos parques para a iniciativa privada foram antecipadas pelo jornal O Estado de S. Paulo em maio.

Segundo o decreto, as unidades ficam incluídas no PND, para fins de concessão da prestação de serviços públicos de apoio à visitação, com previsão do custeio de ações de apoio à conservação, à proteção e à gestão.

No caso do Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as Cataratas do Iguaçu, a visitação atualmente já é administrada por uma empresa privada, mas ela atua de forma subordinada ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que tem o controle da gestão.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômicos e Social (BNDES) poderá ser contratado para elaborar os estudos necessários às concessões e para apoiar as atividades de supervisão dos serviços técnicos e de revisão de produtos contratados.

Destinação econômica para unidades de conservação

Em maio, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, explicou que o objetivo das concessões é dar uma destinação econômica para as unidades de conservação.

“Você pode fazer o discurso mais bonito do mundo sobre o meio ambiente, mas, se não dermos uma mais-valia econômica para as unidades de conservação, estaremos sempre a reboque do orçamento federal”, disse Salles, na ocasião.

Questionado sobre o modelo de concessão, o ministro disse que a ordem é repassar às empresas tudo o que for possível, mantendo o mínimo sob a alçada do governo.

O plano do governo era também incluir o Parque Aparados da Serra, no Rio Grande do Sul, na lista de concessões. Neste caso, porém, a ideia é fazer “oferta em bloco”, reunindo em um mesmo pacote as unidades de Serra Geral, São Francisco de Paula e Canela. *Estadão

04/12/2019
Manchas na praia de Tabatinga, município de Nísia Floresta, no Rio Grande do Norte — Foto: PCCB-UERN
Manchas na praia de Tabatinga, município de Nísia Floresta, no Rio Grande do Norte — Foto: PCCB-UERN

O governo do Rio Grande do Norte estima que cerca de 7 mil pescadores artesanais potiguares serão beneficiados pela Medida Provisória (MP) que garante auxílio emergencial para pescadores profissionais que atuem nos municípios afetados pelas manchas de óleo. O número foi repassado pelo secretário de Agricultura e Pesca, Guilherme Saldanha.

A MP foi editada na última sexta-feira (29) e publicada no Diário Oficial da União. O auxílio emergencial é no valor de R$ 1.996. O pagamento será feito em duas parcelas iguais a municípios relacionados no site do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) até esta sexta-feira.

A MP, no entanto, limita o pagamento do auxílio aos profissionais inscritos no Regime Geral da Atividade Pesqueira (RGP) nos municípios atingidos pelo óleo.

O governo estadual afirma que a medida não atende ao conjunto dos pescadores prejudicados. “Nós temos cerca de 30 mil pescadores cadastrados”, afirmou o secretário.

Cabe ao Ministério da Cidadania pagar o valor, que será dividido em duas parcelas, por meio da Caixa Econômica Federal. Os beneficiários precisam ser identificados pelo Número de Identificação Social (NIS)

Na quinta-feira (28), o Ibama informou que o número de localidades atingidas já soma mais de 800 pontos em todos os nove estados do Nordeste, além do Espírito Santo e Rio de Janeiro. No Rio Grande do Norte, foram 72 pontos, sendo que na última revisita 58 não tinham mais qualquer vestígio de óleo. *G1 RN

04/12/2019

O Senado, a presidência da Casa e assessorias omitem os custos da viagem que os senadores Davi Alcolumbre (DEM-AP), Kátia Abreu (PDT-TO) e Ciro Nogueira (PP-PI) fizeram na semana passada para Orlando, Flórida, o lar da Disney e meca das promoções de fim de ano. O trio viajou na quarta-feira (27) para “evento” da montadora Honda, mas não revelam quanto custaram as passagens, quem pagou, nem explicaram o interesse nacional no passeio em plena Black Friday. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O portal da Transparência do Senado também não menciona qualquer gasto para os três senadores irem a Orlando, a terra do Mickey Mouse.

Em Orlando, o trio participou da convenção de 40 anos da associação de distribuidores Honda (Assohonda), cujo site subitamente saiu do ar.

Marco Antônio Costa, da Assohonda, conterrâneo de Kátia Abreu, fez o convite. Ciro Nogueira atua no ramo de revenda de carros novos. *Diário do Poder

Oticas carol Pau dos Ferros
04/12/2019

O pente fino no INSS, previsto na medida provisória (MP) 871, que permitiu uma operação especial de análise de processos com suspeitas de irregularidade, resultou no cancelamento e na suspensão de 261,3 mil benefícios em quatro meses de trabalho. Do total, 24.640 são do Rio. Um universo de 1,84 milhão beneficiários com processos suspeitos estão sendo notificados.

Segundo dados do INSS, a medida já resultou em uma economia de R$ 336 milhões e, em um ano, chegará a R$ 4,3 bilhões. A meta é bater R$ 10 bilhões por ano.

A MP foi editada no início do ano, mas a operação começou a funcionar efetivamente em agosto porque faltava liberação orçamentária para pagar um adicional para os servidores na análise de processos suspeitos — um volume de cinco milhões. O Benefício de Prestação Continuada (BPC) pago a idosos e deficientes da baixa renda foi o campeão de fraudes.

Do total de casos suspeitos de servidores públicos estaduais e municipais que deram declaração de renda falsa para obter o auxílio, 92,5% se confirmaram, o que levou à suspensão de 4.700 benefícios.

Os números se referem apenas ao cruzamento de dados da base do INSS com a folha de sete estados e entre eles, o Rio. Diante do resultado, o trabalho foi ampliado para as demais unidades da Federação.

O levantamento mostrou a existência de servidores estaduais e municipais recebendo o BPC , o que contraria as regras do programa. Uma servidora do Rio, com renda mensal de R$ 15,8 mil recebia o BPC, desde 2012, o que resultou num prejuízo de R$ 86 mil aos cofres públicos.

Outro servidor do Estado do Rio com renda mensal de R$ 14 mil, recebia o auxílio desde 1999. Na Baixada Fluminense, foi detectado caso de uma mulher que recebia o BPC, acumulando duas pensões por morte.

O Globo

04/12/2019

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta terça-feira, 3, por unanimidade, a regulamentação do registro e da venda de medicamentos à base da maconha em farmácias e drogarias no Brasil. A norma entrará em vigor em 90 dias e, segundo a agência, deve melhorar a vida de milhões de pacientes que dependem de medicamentos a base de cannabis.

Os diretores da Anvisa iniciaram, ainda pela manhã, uma segunda votação, que discute a liberação do plantio da maconha no território Brasileiro para uso medicinal.

A decisão da Anvisa cria uma nova classe de produtos no mercado de medicamentos do Brasil: a de produtos à base de cannabis, termo que vem sendo utilizado internacionalmente. O proposta aprovada enumera os requisitos necessários para a regularização dos medicamentos à base de maconha no País, estabelecendo parâmetros de qualidade.

A Resolução da Diretoria Colegiada (RCD) deverá passar por uma reavaliação em até três anos. Segundo a proposta aprovada pela agência, as empresas não devem abandonar as pesquisas de comprovação de eficácia e segurança das formulações, uma vez que as propostas para produtos à base de cannabis se assemelham aos procedimentos dos medicamentos tradicionais.

O regulamento agora aprovado exige que a empresa interessada em fabricar medicamentos à base de maconha tenha autorizações de funcionamento específicas, além de certificado de boas práticas de fabricação emitido pela Anvisa.

A proposta aprovada prevê que os medicamentos à base de cannabis devem ser vendidos exclusivamente em farmácias ou drogarias (mediante a apresentação de receita médica). Os fabricantes que optarem por importar o substrato da cannabis para fabricação do produto deverão, segundo a Anvisa, realizar a importação da matéria prima semielaborada. Ou seja, a empresa não pode importar a planta ou parte dela. *Agora RN

03/12/2019
FOTO: ELISA ELSIE

O site O Antagonista noticiou nesta segunda-feira, 2, que o ex-membro do Partido dos Trabalhadores Antônio Palocci citou a governadora Fátima Bezerra e a atual presidente do PT, Gleisi Hoffman, em delação premiada para a Polícia Federal.

No documento, ao qual a revista Crusoé teve acesso, a PF diz que Palocci admite ter sido o responsável pela distribuição de valores ilícitos pagos pela Camargo Corrêa ao PT. *Portal no Ar

JChaves
03/12/2019
FÁTIMA BEZERRA DISCURSANDO. REPRODUÇÃO TWITTER

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, emitiu nota negando as acusações de que teria recebido propina do ex-ministro petista Antônio Palocci, oriunda de doação da empresa Camargo Correia. A governadora diz que não houve doação da referida empresa em sua campanha à deputada federal em 2010, não tratou sobre a campanha com a empresa ou com Palocci e reafirma que suas contas foram aprovadas sem questionamentos.

No documento, ao qual a revista Crusoé teve acesso, a PF diz que Palocci admite ter sido o responsável pela distribuição de valores ilícitos pagos pela Camargo Corrêa ao PT.

Confira a nota divulgada na tarde desta segunda-feira (2):

NOTA

Sobre a delação premiada de Antônio Palocci à Polícia Federal, temos a esclarecer o seguinte:

A empresa Camargo Corrêa não fez doação à campanha da então candidata à deputada federal em 2010, Fátima Bezerra, conforme registrado no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE);

No endereço encurtador.com.br/glxE8 consta os registros de todas as pessoas físicas e jurídicas que doaram à campanha da então candidata em 2010, o que comprova que não há qualquer menção à referida empresa;

As contas foram devidamente aprovadas;

Fátima Bezerra e sua coordenação de campanha jamais trataram com a Camargo Corrêa e com Antônio Palocci, sobre a campanha de 2010 ou qualquer outra, e esperam que as informações sejam devidamente apuradas e esclarecidas.

Assessoria Fátima Bezerra

Supermercado Queiroz
03/12/2019
FOTO: WELLINGTON ROCHA/ARQUIVO/PORTAL NO AR

O Governo do RN reuniu membros do seu Grupo de Trabalho Técnico com representantes do Fórum de Servidores do Estado nessa segunda-feira (2). Na ocasião, o governo apresentou estudo que subsidia a Reforma da Previdência no âmbito do serviço público estadual, mantendo a alíquota inalterada para servidores que recebem até R$ 5.839,45. Esta ainda não é a proposta oficial do governo, já que foi aberto o prazo até próximo dia 17 para os servidores darem sua contribuição.

A Reforma da Previdência estadual é obrigatória, segundo a determinação da emenda constitucional 103, de 2019, aprovada no âmbito da União. A proposta apresentada pelo grupo técnico considerou a aplicação de uma alíquota progressiva, na qual o percentual da contribuição cresce de acordo com as faixas salariais do servidor. Ou seja, a proposta preserva a alíquota de 11% para servidores que recebem até R$ 5.839,45, elevando-se até 18%, o que atinge somente salários acima de R$ 20 mil.

De acordo com a proposta do governo, um mesmo salário será atingido por múltiplas alíquotas. No salário de um servidor que recebe R$ 21 mil, por exemplo, sobre o valor de até R$ 5.839,45 incide 11%; de R$ 5.839,46 até R$ 10.000,00, incide 14%; de R$ 10.000,01 até R$ 20.000,00, incide 16%; por fim, nos R$ 1 mil restantes de seus vencimentos incidirá a alíquota de 18%.

A proposta do grupo técnico também apresentou uma série de alterações, em relação à proposta federal, em respeito ao servidor público. É o caso, por exemplo, das regras sobre pensão por morte e cálculo do valor do benefício. A Reforma da Previdência da União obriga o servidor a trabalhar por 40 anos para a integralidade do benefício; no caso da proposta estadual, o tempo permanecerá de 35 anos.

Idade

A proposta apresentada pelo Governo Estadual altera a idade mínima de aposentadoria para as mulheres de 55 anos para 62 anos. Já tem o tempo de contribuição passaria de 35 anos para 25 anos. Para os homens, a idade mínima sairia de 60 anos para 65 anos, com a permanência de 35 anos como tempo de contribuição.

O resultado do trabalho do grupo técnico obedeceu a diretrizes determinadas pela governadora Fátima Bezerra, que considera necessário um debate amplo e transparente sobre a Reforma da Previdência, com a produção de uma reforma da previdência humanizada, atentando-se à necessidade de sustentabilidade ao sistema previdenciário, sem deixar de analisar os impactos na vida do servidor público. *Portal no ar

JChaves
03/12/2019
Detecção de casos de Aids no Rio Grande do Norte cresce 81,7%; índice é o maior do país — Foto: Getty Images via BBC
Detecção de casos de Aids no Rio Grande do Norte cresce 81,7%; índice é o maior do país — Foto: Getty Images via BBC

Dados do boletim epidemiológico do Ministério da Saúde apontam que o número de detecção de casos da Aids no Rio Grande do Norte cresceu 81,7% entre 2008 e 2018. É o maior incremento no país. Segundo o levantamento, foram 20,9 detecções a cada 100 mil habitantes no ano passado; 10º lugar entre todos os estados brasileiros. Em 2008 este índice era de 11,5 casos.

Os dados foram divulgados na última sexta-feira (29). A média potiguar está acima da nacional, que é de 17,8 casos a cada 100 mil pessoas. Segundo o boletim, o Rio Grande do Norte teve aumento de 45,8% no coeficiente de mortalidade padronizado da Aids entre 2008 e 2018. O índice passou de 2,4 por 100 mil habitantes para 3,5. Foi o maior aumento da região Nordeste. A nível nacional, ficou apenas atrás do Acre, que aumentou 100%.

De 2007 a junho de 2019 foram notificados 2.696 casos de HIV no Rio Grande do Norte segundo o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) do Ministério da Saúde. Na região Nordeste, Piauí (1.898), Sergipe (2.071) e Paraíba (2.439) tiveram menos registros que o RN.

De acordo com Monica Bay, médica e professora do departamento de infectologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), são vários os fatores envolvidos no aumento de detecção de casos no estado.

Para a especialista, as pessoas estão mais atentas e buscam mais serviços de saúde, mas a redução em campanhas educativas, como a extinção de redes sociais do Ministério da Saúde voltadas exclusivamente para alertar sobre o HIV, dificultam a comunicação sobre o vírus. “Quanto menos informação, mais vulneráveis as pessoas estão. A gente não fala sobre a doença. Consequentemente as pessoas se previnem menos”, alertou.

Cuidados específicos

Monica acredita que as greves dos profissionais da saúde são um agravante ao acesso a atendimento em locais que são referência, como o Hospital Giselda Trigueiro, na Zona Oeste de Natal. “Pessoas que tiveram casos diagnosticados não conseguiram acessar serviços específicos por causa das paralisações. Um paciente que recebe tratamento e que tem o vírus HIV controlado não o transmite a outra pessoa”, disse.

Ela cita que métodos de prevenção como a Profilaxia Pré-Exposição, que consiste em um comprimido que impede que o vírus causador da Aids infecte o organismo antes de a pessoa ter contato com o vírus, e a Profilaxia Pós-Exposição, o uso de medicamentos para reduzir o risco de adquirir infecções, deveriam ser melhor divulgados. “Precisamos de mais informação para a população sobre as formas de prevenção, que não é apenas com a camisinha”, observou.

De 2000 a 2018 o relatório aponta que foram 1.073 casos de gestantes infectadas pelo HIV no RN. Apenas Piauí (976) e Sergipe (1.001) tiveram menos mulheres grávidas com o vírus na região Nordeste no mesmo período.

A infectologista descreveu como frágeis os cuidados com as gestantes no estado, principalmente na transmissão vertical, quando a gestante que possui o vírus transmite o HIV para o bebê. “Elas precisam de cuidados especiais para evitar a transmissão do vírus em momentos como a gravidez, parto ou amamentação”, relembrou.

Em nota, a Secretaria da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) disse que não faz campanhas e que o papel do estado é apoiar as ações dos municípios e ajudar, por exemplo, em capacitações.

A Sesap informou que 7.492 pacientes realizam tratamento para HIV/Aids em 14 Serviços de Assistência Especializada (SAE) existentes em Natal, Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, São José de Mipibu, Santa Cruz, São Paulo do Potengi, Caicó, Mossoró e Pau dos Ferros. *G1 RN

Supermercado Queiroz
03/12/2019
PROCURADOR MINEIRO LEONARDO AZEREDO DOS SANTOS. REPRODUÇÃO

O procurador de Justiça Leonardo Azeredo dos Santos, do Ministério Público de Minas, recebeu R$ 100 mil líquidos nos dois meses seguintes após reclamar, em agosto passado, que seu contracheque de R$ 24 mil (livre de descontos) era um “miserê”. Seus vencimentos totais, somados no período de agosto e setembro, chegaram a R$ 124.029,85.

Azeredo chamou o próprio salário de “miserê” durante a 5ª sessão extraordinária da Câmara de Procuradores de Justiça de Minas, realizada no dia 12 de agosto, para discutir a proposta orçamentária para 2020.

No entanto, no mês de julho, somaram-se aos R$ 24 mil indenizações e remunerações retroativas ou temporárias que elevaram o vencimento de Azeredo para R$ 65.152,99 – mantendo a média de R$ 68 mil líquidos recebidos pelo procurador mês a mês, desde janeiro.

“Dentro do orçamento, não há qualquer perspectiva, nenhum sonho da administração de incrementar qualquer vantagem que aumente nossa remuneração?”, disse o procurador em seu queixume. O áudio da sessão foi disponibilizado pelo próprio site do Ministério Público, no início de setembro.

Licença médica

Após a repercussão negativa em torno do “miserê”, a Procuradoria mineira informou que o procurador tirou licença médica. Ele retornou às atividades no dia 7 de novembro.

Não é possível saber quanto Azeredo recebeu durante todo o período de sua ausência, visto que no portal Transparência do Ministério Público de Minas só há informações até setembro.

Em agosto, portanto no mês do chororô de Azeredo, ele recebeu R$ 35.462,22 – mais indenizações e remunerações retroativas/temporárias que elevaram seu contracheque para R$ 76 794,29. No mês seguinte, o holerite do procurador se manteve nos R$ 35.462,22. Com os complementos, foi a R$ 47.235,56.

Apesar de ser Azeredo quem manifestou sua insatisfação com o contracheque, ele não foi o campeão de salários entre os procuradores do Ministério Público mineiro. Em julho, ele recebeu R$ 65.152,99 líquidos. O valor, no entanto, não esteve nem entre os cem mais altos pagos pela Procuradoria naquele mês – 138 procuradores e promotores de Justiça ganharam de R$ 65,2 mil a R$ 88 mil no período, em cifras limpas.

A situação levou um advogado mineiro a promover uma campanha nas redes para ajudar o procurador a sair do “miserê” – “Doe aqui e ajude o procurador de Minas a sair do miserê”, escreveu o advogado, em tom de ironia.

Defesa

A reportagem aguarda um posicionamento do procurador mineiro. O espaço está aberto para manifestação.

Delirius
03/12/2019
VENDA DE VEÍCULOS. FOTO: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

A venda de veículos novos cresceu 4,9% em novembro ante igual mês do ano passado, informou nesta segunda-feira (2), a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Foram 242,3 mil unidades vendidas, em soma que considera automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. O volume, contudo, se comparado a outubro, representa queda de 4,3%.

O recuo em relação a outubro se deve à diferença de dias úteis. Enquanto novembro contou com 20 dias úteis, outubro teve 22. Tanto é que, na comparação entre médias diárias, a variação passa a ser positiva em 5%, para 12,1 mil carros vendidos por dia. Novembro do ano passado teve o mesmo número de dias úteis que o deste ano.

No acumulado do ano até o mês passado, as vendas chegaram a 2,52 milhões de unidades na soma de todos os segmentos, alta de 8,3% sobre o volume registrado em igual período de 2018.

Os automóveis e comerciais leves, que representam mais de 90% do setor, registraram 230,9 mil emplacamentos no penúltimo mês de 2019, crescimento de 4,3% em comparação a igual mês do ano passado, mas queda de 4,2% ante outubro. O ano acumula 2,4 milhões de unidades vendidas, avanço de 7,2%.

Entre os pesados, as vendas de caminhões atingiram 9,1 mil unidades em novembro, expansão de 18% ante igual mês do ano passado, porém recuo de 3,5% na comparação com outubro. De janeiro a novembro, foram 93,4 mil unidades emplacadas, alta de 35,7% em relação a igual intervalo de 2018.

Os ônibus, por sua vez, tiveram 2,2 mil licenciamentos no mês passado, alta de 16,6% em relação a novembro de 2018. Ante o resultado de outubro, no entanto, o segmento teve queda de 17,4% O ano acumula 24,7 mil unidades vendidas, crescimento de 41,3% em relação a igual intervalo do ano passado. *Agência Brasil

03/12/2019
Agência Brasil – Lista traz dívidas inscritas no cadastro federal entre 1978 e 2019

O Rio Grande do Norte tem 233 mil inscrições na dívida ativa do governo federal. O valor acumulado em débitos fiscais não pagos é superior a R$ 33 bilhões. A lista de devedores traz empresas dos mais diversos segmentos, pessoas físicas e até 152 das 167 prefeituras potiguares.

O levantamento do Agora RN foi feito a partir de dados fornecidos pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). A lista traz dívidas inscritas no cadastro federal entre 1978 e 2019.

A inadimplência com o Imposto de Renda de Pessoa Física é a principal razão para a entrada de potiguares na dívida ativa. Ao todo, 38.605 pessoas deixaram de prestar contas com a Receita Federal até este ano. O valor total devido por estas pessoas é de R$ 1,9 bilhão.

Com relação ao valor total, o maior volume foi encontrado com os devedores do Imposto de Renda Pessoa Jurídica. O débito total somado é de R$ 11,6 bilhões, segundo o levantamento da PGFN, o que representa 24.417 empresas.

Já o maior devedor está relacionado com os valores tributários não pagos pela pessoa jurídica de Edvaldo Fagundes de Albuquerque. Ele é um empresário da cidade de Mossoró, na região Oeste potiguar, e é citado em diversos processos judiciais por sonegação fiscal. Com diversas inscrições na lista do governo federal, o mossoroense tem uma dívida que soma R$ 614 milhões.

Em abril de 2015, o Ministério Público Federal pediu a prisão de Edvaldo Fagundes e de outros cinco parentes dele por conta de crimes de falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

152 das 167 prefeituras do Rio Grande do Norte também estão inscritas na dívida ativa. As cidades potiguares devem R$ 152 milhões ao governo federal. O maior devedor é o município de Natal, com R$ 41 milhões, em valores não pagos do Benefício de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

Para recuperar parte dos valores inscritos na dívida ativa, o governo federal publicou no último sábado, 30, uma medida provisória que permite o parcelamento dos valores. Os débitos poderão ser parcelados em até 84 meses.

Para os que acumulam mais de R$ 15 milhões, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional detalha que somente dívidas consideradas irrecuperáveis ou de difícil recuperação receberão desconto de 50% sobre o valor total. Os demais débitos inscritos na dívida ativa poderão ser renegociados, mas não haverá desconto.

Para quem tem dívidas menores que R$ 15 milhões, o parcelamento pode ser feito pela internet, por meio da Plataforma Regularize. No entanto, ainda de acordo com a PGFN, esta parcela de devedores ainda será notificada do débito, por meio de edital, a partir desta semana. *Agência Brasil

Supermercado Queiroz
03/12/2019

Parlamentares brasileiros têm ritmo próprio de “trabalho”, mas neste dezembro o ócio na Câmara dos Deputados alcançou a outro patamar. Serão apenas 9 dias trabalhados oficialmente, incluindo esta segunda-feira (2), quando menos de 10% dos deputados compareceram. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, convocou sessão para esta e a próxima segunda (9), terças (3 e 10) e quartas (4 e 11). Haverá ainda três dias para a Comissão de Orçamento. Depois, somente em 2020. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
O problema é que, para além do orçamento, estão pendentes de votação na Câmara e no Senado inúmeras MPs e projetos importantes.

O ritmo dos senadores é o mesmo. Em vez de trabalhar, o presidente Alcolumbre preferiu visitar a terra da Disney com dois colegas.

Diário do Poder

03/12/2019

As cidades de Pau dos Ferros e São Miguel já contam com um novo médico especialista em Urologia com atendimento nessa região. 

É o médico Dr. Vinícius Matias Monteiro Cavalcante. O atendimento acontecerá todas as segundas na Clínica CEMED em Pau dos Ferros e a cada 15 dias na Clínica CEMED em São Miguel. 

Marque agora mesmo a sua consulta com este renomado profissional. 
Atendimentos: 
Clínica CEMED Pau dos Ferros. Telefone: (84) 3351-2547
Clínica CEMED São Miguel. Telefone: (84) 3353-2159/ 99955-2554

Acompanhe aqui o currículo do Dr. Vinícius Matias Monteiro Cavalcante:
-Graduado em medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). 
-Residência médica em Cirurgia Geral e Urologia pelo Hospital de Base de São José do Rio Preto-SP.
-Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Urologia.
-Especialização em cirurgia urológica minimamente invasiva , no Hospital Sírio Libanês em São Paulo -SP.

Especializado no tratamento clínico e cirúrgico das doenças que acometem o trato urinário de homens e mulheres e o sistema reprodutor masculino.

JChaves
Blog do JP - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.
Os textos e as imagens deste site são de uso exclusivo do site blogdojp.com.br, não podendo ser usadas ou copiadas sem autorização, estando protegidos pela Lei de Direitos Autorais, seu uso indevido é considerado crime.