JP Borrachas e Parafusos
5 de dezembro de 2019
26/08/2011
Professores da UERN decidem que greve vai continuar

Os professores e técnicos da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) decidiram em Assembleia Geral da categoria nesta quinta-feira (25), pela continuidade greve na instituição. Segundo o vice-presidente da Associação de docentes da UERN (Aduern), Neto Vale, a decisão contraria o clima geral da assembleia, mas está em acordo com a “irredutibilidade” do governo.

“Nós percebemos que as chances de que a greve fosse acabar hoje eram muito grandes, reais, mas a resposta negativa dada pelo secretário de planejamento provocou a reação inversa”, explicou o vice-presidente da associação, Neto Vale, comentando o resultado da reunião realizada nesta quarta-feira (24), entre o secretário estadual de administração, Anselmo Carvalho e o comando da greve.

Na reunião entre o secretário estadual de administração, Anselmo Carvalho e o comando da greve , os representantes do movimento tentaram articular um novo escalonamento para o reajuste salarial – pagamento em quatro parcelas (2011, 2012, 2013 e 2014) – já aceito pelos grevistas. O Governo do Estado propõe um escalonamento regular, enquanto os professores e técnicos esperam que haja uma correção dos valores a cada ano.

Outro ponto que ainda está sendo discutido pelos grevistas diz respeito ao descontingenciamento da verba da UERN. “O secretário explicou que essa é uma matéria que só pode ser solucionada com o fim da greve, até porque não há sentido negociar com uma instituição que está praticamente parada”, afirmou Neto.

Delirius

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Blog do JP - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.
Os textos e as imagens deste site são de uso exclusivo do site blogdojp.com.br, não podendo ser usadas ou copiadas sem autorização, estando protegidos pela Lei de Direitos Autorais, seu uso indevido é considerado crime.