JP Borrachas e Parafusos
20 de outubro de 2018
09/10/2018
Mês de setembro registrou queda de 35% no número de homicídios

 

A Secretaria Estadual da Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed) divulgou na última quinta-feira, 4, a mais recente estatística dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) no estado entre janeiro e setembro de 2018.

De acordo com o levantamento, setembro registrou queda de 35,29% em relação ao mês em 2017. No nono mês do ano, foram registrados 143 homicídios contra 221 em setembro do ano passado. Ainda de acordo com a Sesed, a redução de CVLI’s no ano atingiu 17,03%. O RN registrou entre janeiro e setembro deste ano 1.540 homicídios contra 1.856 no mesmo período de 2017.

Além de setembro, fevereiro (-6,74%), março (-16,92%), abril (-19,91%), maio (-41,43%), julho (-16,74%) e agosto (-17,67%) são os meses que tiveram queda no número de mortes violentas em relação ao mesmo período do ano passado. Somente janeiro (+0,95) e junho (+6,32%) registraram crescimento de homicídios aos mesmos meses do ano anterior.

Nos nove primeiros meses de 2018, Natal teve 366 homicídios. Mossoró aparece no segundo posto com 194. Em terceiro vem São Gonçalo do Amarante com 92.

O levantamento também traz o percentual de pessoas mortas nos dias da semana entre janeiro e setembro. No período, sábado é o dia mais violento no estado. Quase 20% dos homicídios (18,31%) acontecem neste dia. O segundo mais violento é o domingo (15,45%). A quinta-feira (12,79%) é o dia que se registrou menos homicídios, segundo a Sesed entre janeiro e setembro. *De Fato

Delirius

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Blog do JP - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.
Os textos e as imagens deste site são de uso exclusivo do site blogdojp.com.br, não podendo ser usadas ou copiadas sem autorização, estando protegidos pela Lei de Direitos Autorais, seu uso indevido é considerado crime.