JP Borrachas e Parafusos
16 de agosto de 2018
10/08/2018
Cabo Daciolo foi o candidato que mais cresceu nas buscas digitais durante debate da BAND seguido de Ciro Gomes e Boulos. Bolsonaro liderou

A fala enérgica, as insinuações mirabolantes, termos despojados e as múltiplas menções a Deus serviram para o candidato Cabo Daciolo (Patriota) se transformar em um dos protagonistas do primeiro debate presidencial dessa eleição. Segundo os dados do Google Trends, o deputado fluminense foi o participante que mais cresceu nas buscas na internet. Guilherme Boulos (PSOL) foi outro nome que capitalizou bastante com sua participação no debate, já Marina (Rede) e Alckmin (PSDB) ficaram na lanterna no índice de pesquisa.

Antes da transmissão da Band ser iniciada, Jair Bolsonaro praticamente monopolizava as buscas no google, com 70% do total. Porém, ao final do debate, sua porcentagem caiu para 25%, quase empatado com Cabo Daciolo, que saiu de 1% para 22%. Ciro Gomes e Guilherme Boulos também foram nomes bastante procurados, e chegaram aos 14%. Por outro lado, Marina Silva e Geraldo Alckmin, candidatos dos mais antigos no pleito, dividiram a lanterna, com míseros 4%.

O termo relacionado a Daciolo mais procurado no Google foi “Ursal”, que significa a “União das Repúblicas Socialistas da América Latina”. O assunto surgiu no momento mais inusitado do debate, quando o deputado perguntou a Ciro Gomes sobre suas supostas ligações com o Foro de São Paulo e a Ursal. O pedetista não segurou o riso, e respondeu que Daciolo não lhe conhecia, pois ele nunca fez parte de nenhuma das organizaçoes citadas.

O Rio, domicílio eleitoral do deputado, foi o estado de onde mais se originaram as buscas sobre Daciolo. Ao longo do debate, ele protagnoziou vários momentos que levantaram a plateia. Logo na sua apresentação, outros candidatos riram discretamente, por causa da sua fala enérgica. Já nas considerações finais, ele puxou uma bíblia e leu um trecho.

Pelo perfil das buscas, o estilo cômico de Daciolo foi o que alavancou o interesse do público, e não seus projetos de governo, que mesclavam entre o nacionalismo, as estatizações e a religiosidade.

Marina e Alckmin estagnados

A lanterna da corrida digital foi dividida por Marina Silva e Alckmin. Apesar dos dois candidatos já serem bastante conhecidos, o que diminui a necessidade de pesquisa, chamou a atenção o desinteresse que a audiência demonstrou pelos dois nomes. A Rede, por exemplo, partido de Marina, costuma promover ações na internet para alavancar a candidata. Mas dessa vez parece não ter funcionado. *O GLOBO

Supermercado Queiroz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Blog do JP - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.
Os textos e as imagens deste site são de uso exclusivo do site blogdojp.com.br, não podendo ser usadas ou copiadas sem autorização, estando protegidos pela Lei de Direitos Autorais, seu uso indevido é considerado crime.