JP Borrachas e Parafusos
22 de setembro de 2017
09/08/2017
Governo do Estado confirma concurso, e servidores da saúde finalizam greve

Após trinta e seis dias de paralisação, o Sindicato dos Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde-RN), em assembleia realizada na última sexta-feira, 4, decidiu terminar o movimento grevista após o Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), confirmar que vai realizar as provas do concurso público da área até o próximo mês de novembro. Inicialmente, a promessa era de publicar o edital do certame em março, mas não foi cumprida.

Em minuta assinada pela secretária-chefe do Gabinete Civil do Estado, Tatiane Mendes Cunha, e pelos secretários George Antunes (Saúde) e Cristiano Feitosa (Administração), o Governo do RN confirmou que vai lançar o edital do certame até o dia 15 de setembro deste ano, com as inscrições sendo abertas no próximo mês de outubro e as provas realizadas em novembro. A homologação da disputa e convocação dos aprovados será feita em dezembro.

De acordo com Simone Dutra, vice coordenadora geral do Sindsaúde, o fim da greve foi deliberado a partir de um conjunto de fatores, liderados pela responsabilização do Executivo em realizar o concurso. “Além da promessa do certame, nós também conseguimos destravar os pagamentos das mudanças de níveis de 2015 e 2016, onde o do primeiro ano será feito agora em agosto, e o do segundo em outubro”, contou em entrevista ao Agora Jornal.

Apesar das boas notícias, o governo não deu respostas sobre a normalização do calendário de pagamento e não retirou o Projeto de Lei que está na Assembleia Legislativa, e que prevê o aumento de 3% na contribuição dos servidores ao Ipern. No entanto, a Casa Civil se comprometeu a manter o texto sem tramitar, recolocando em pauta caso a PEC da Previdência seja aprovada no Congresso Nacional.

Uma reunião será realizada com a Secretaria de Administração (Searh) e o Sindsaúde, para debater a retirada do adicional de insalubridade que está sendo feita na saúde. Além disso, o sindicato irá apresentar uma minuta para a elaboração de um projeto de lei de combate ao assédio moral.

Também na assembleia realizada na última sexta-feira, os servidores decidiram manter a campanha em defesa dos hospitais regionais, ameaçados de fechamento ou de mudança de perfil, e contra a reforma da Previdência, que deve ser votada no segundo semestre.

Uma nova assembleia será realizada em aproximadamente 30 dias, para avaliar a implantação dos compromissos. Também foi aprovada a ampliação da comissão que revisa a Lei da Produtividade, com o objetivo de corrigir as distorções atuais e distribuir os valores de forma mais justa entre hospitais e funções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do JP - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.
Os textos e as imagens deste site são de uso exclusivo do site blogdojp.com.br, não podendo ser usadas ou copiadas sem autorização, estando protegidos pela Lei de Direitos Autorais, seu uso indevido é considerado crime.