JP Borrachas e Parafusos
21 de outubro de 2017
13/06/2017
Audiência na Assembleia Legislativa vai debater autonomia financeira da UERN

A proposta de autonomia financeira da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) será discutida na Assembleia Legislativa durante audiência pública, nesta quarta-feira (14), às 14h. O debate é uma proposição da deputada Larissa Rosado (PSB) e, segundo ela, a autonomia possibilitaria à universidade condições de expandir e melhorar a qualidade do ensino, pesquisa e extensão.

“Isso é possível, desde que o aporte de recursos feito pelo Governo do Estado acompanhe o crescimento das receitas. Com os devidos recursos financeiros para desenvolver as suas ações, a UERN pode contribuir de forma decisiva para as soluções dos graves problemas que assolam o RN, com atenção estratégica para os setores educacional, saúde, segurança e desenvolvimento econômico e social”, justifica Larissa.

A autonomia financeira da UERN é almejada há anos pela comunidade acadêmica da instituição. Em 2013, a Pró-reitoria de Planejamento, Orçamento e Finanças (Proplan) da UERN recebeu um documento de um grupo de docentes no objetivo de viabilizar o projeto e, a partir desta proposta, iniciou um processo de avaliação e estudo de conhecimento da realidade e necessidades da instituição, a fim de que a autonomia financeira pudesse ser construída em bases sólidas e sustentáveis.

“Para nós, que estamos envolvidos na luta por esta conquista, a autonomia financeira representa uma vitória da educação pública e gratuita. Com essa medida, a UERN poderá, internamente, eleger as prioridades de investimento, custeio e manutenção de suas atividades, possibilitando a otimização dos recursos em função do seu planejamento acadêmico”, explica a deputada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog do JP - Rio Grande do Norte - Todos os Direitos Reservados.
Os textos e as imagens deste site são de uso exclusivo do site blogdojp.com.br, não podendo ser usadas ou copiadas sem autorização, estando protegidos pela Lei de Direitos Autorais, seu uso indevido é considerado crime.